Humildade....*Cora Coralina *

Senhor, fazei com que eu aceite
minha pobreza tal como sempre foi.

Que não sinta o que não tenho.
Não lamente o que podia ter
e se perdeu por caminhos errados
e nunca mais voltou.

Dai, Senhor, que minha humildade
seja como a chuva desejada
caindo mansa,
longa noite escura
numa terra sedenta
e num telhado velho.

Que eu possa agradecer a Vós,
minha cama estreita,
minhas coisinhas pobres,
minha casa de chão,
pedras e tábuas remontadas.
E ter sempre um feixe de lenha
debaixo do meu fogão de taipa,
e acender, eu mesma,
o fogo alegre da minha casa
na manhã de um novo dia que começa.
*Cora Coralina *
 

Precisamos de ternuras no olhar.*Lene Dantas*

"Precisamos de ternuras no olhar.
 Precisamos urgentemente
 de ternuras no toque,
 ternuras na fala.
Precisamos da gentileza da
ternura fazendo morada no coração.
O mundo está seco...
é preciso semear emoções..."

*Lene Dantas*
 

Sempre gostei de coisas mais quietinhas,* Luara Quaresma *

"Sempre gostei de coisas mais quietinhas,
 de pessoas que são interessantes sem esforço,
de beleza simples e de um pouquinho
de saudade do que ainda não conheci.
É bom preferir o que ainda não planejamos,
não é feio querer cada vez mais dias de sol e chuva."
.
 * Luara  Quaresma *
 

Não tenho mais idade ...*Felipe Rocha *

Não tenho mais idade para implorar
por amizade, agradeço aqueles que são.
Valorizo os que ficaram e desejo
muitíssima sorte para todos
aqueles que foram. 
*Felipe Rocha *
 




Ser criança...*Regina Azenha*

Ser criança
é alimentar o sonho
é ver a vida com esperança
é acreditar num mundo
de paz e alegria
é fazer de cada momento
uma linda ciranda
Ser criança
é trazer no coração,
a pureza
é descobrir nas coisas simples,
a beleza
é sorrir de contentamento
é fazer do puro amor,
sua crença .
*Regina Azenha*

 

ENCONTRO COM A NATUREZA...*Regina Azenha*


Sentia o vento que me embalava em
suave sinfonia
abrandando minhas tristezas e agonias...
*
todo perfume que a natureza
espalhava, envolvia meu corpo
que rolava sobre o orvalho
das folhas campestres...
*
eu sonhava...
um sonho esplêndido
pois me presenciava
envolta pelas flores,
que sorriam e bailavam
num ritmo harmonioso
*
e eu, me sentia rainha,
cercada pela natureza ofegante,
que me transportava a uma
distância irreal,
onde tudo era amor e pureza...
onde o homem poderá encontrar
unicamente a paz!...

*Regina Azenha*